segunda-feira, 15 de outubro de 2018

O problema não é você, sou eu


Ana Clara estava animada para encontrar seu namorado mais uma vez. Ela acreditava que seria outro dia divertido ao lado dele, mas, logo que o viu, ela sentiu que ele estava diferente, com o semblante triste.
O que aconteceu? – ela perguntou.
Há muito tempo tenho adiado isso, mas não dá mais. Acabou – ele disse, tentando falar do modo mais simples possível.
Ela fez uma cara de quem não estava entendendo nada.
O problema não é você, sou eu – ele finalizou e saiu.
Ela não tentou correr atrás dele, mas ficou com muitas perguntas na cabeça, tentando entender os motivos do fim do relacionamento.
No fundo, ela sabia que o problema era o seu namorado mesmo, afinal de contas ele não a queria mais. Simples assim.
Mas essa explicação não aliviava a sua dor e ela queria saber o que realmente tinha acontecido para que ele deixasse de sentir o amor que ela sabia que existia entre eles.
Foi a rotina? O tempo? Incompatibilidade? Falta de química? Falta de vontade de fazer dar certo? Falta de diálogo? Eu fiz algo errado? Deixei de fazer algo pra melhorar nosso relacionamento?
Ela tinha muitas perguntas sem respostas, mas há algum tempo já tinha percebido que ele a olhava de forma diferente, seu sorriso não era o mesmo, suas atitudes também tinham mudado. Talvez ela não tenha entendido os sinais. Talvez simplesmente não era pra ser, não era seu destino.
E então pensou: O problema é você mesmo; você deixou de me amar.
Agora cada um vai seguir o seu caminho, levando consigo essa experiência para a vida toda, especialmente o que aconteceu de melhor, e esperando que o futuro traga a felicidade tão almejada.
Quem sabe até os seus caminhos se cruzem novamente e o final pode ser bem diferente.

-----------------------------------------------------------------

Será que você ainda pensa em mim? Será que o nosso caso teve fim? Quero ouvir de você, eu preciso saber. Independente da sua decisão. Quero falar do fundo do meu coração que valeu a pena tudo que a gente viveu”. Trecho da música Que pena que acabou, do cantor Gusttavo Lima.






10 comentários:

  1. Oi Diego,
    Adorei o texto. Quem dera todo mundo reagisse com essa conclusão ao terminar um relacionamento. Sempre que algo termina, pra mim é motivo de seguir em frente e agradecer pelo livramento. haha

    até mais,
    Nana e Leticia - Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir
  2. Eu amei o texto <3

    http://dosedeestrela.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Olá, Diego.
    Quando vem com essa frase pronta pra mim é falta de coragem de falar a verdade hehe. Mas prefiro mil vezes ouvir isso e terminar o relacionamento que não estava dando certo do que descobrir que houve alguma traição depois.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  4. Oi Diego, tudo bem?
    Ótima crônica!
    Nem sempre dá pra saber o motivo pelo qual o sentimento chega ao fim. Às vezes é algo específico, às vezes é só a vida. O jeito é seguir em frente!
    Sobre a série: não tem na Netflix, é preciso baixar. :(
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  5. Excelente Artigo !! Eu estou adorando visitar blog, sempre tem conteúdo de muita qualidade .... São muitos legais, e interessante ....

    Parabéns !!!!

    Posso compartilhar este artigo no meu Facebook ?

    Meu Blog: Apostando na Loteria

    ResponderExcluir
  6. Hey Diogo! Tudo bom?
    "Te desejo tudo de bom, por que o melhor você já perdeu. Me perdeu". - George Henrique e Rodrigo
    Adorei o seu texto!
    Obrigada por comentar lá no blog.
    Volte sempre!

    ~ miiistoquente

    ResponderExcluir
  7. Quem nunca escutou isso de alguém, né?
    Já levei um pé na bunda desses, hehe.

    Beijoooos

    www.casosacasoselivros.com

    ResponderExcluir
  8. Quando li o título até bateu uma retrospectiva aqui 
    www.blogsereiando.com

    ResponderExcluir
  9. Oi Diego, tudo bem?
    Passando pra agradecer a visita e desejar uma ótima semana!
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir

Suas palavras serão bem vindas. Muito obrigado por comentar.