quinta-feira, 21 de junho de 2018

Apenas um sonho (timidez)


Sonhei com você.
Lembro que eu estava inquieto tentando compreender por que eu não conseguia tirar os meus olhos dos seus. Mas depois ficou bastante óbvio. E foi tão bom que eu nem queria acordar, mas infelizmente não posso sonhar pra sempre. Seria como uma realidade virtual, mas isso só existe nos filmes.
O que eu queria era sonhar todas as noites com você e, se eu pudesse, queria estar com você todos os dias, mas isso não depende só de mim. Na verdade, depende apenas de você porque eu já estou completamente apaixonado por você.
Acho que você sabe do meu amor, mas finge não saber, tentando fazer com que eu me aproxime e me declare antes de você. Talvez eu esteja errado e você nem pense em mim ou no meu amor por você. Ou talvez você saiba e não queira pensar nisso porque não gosta de mim.
São muitas variáveis que não posso controlar no momento. Falta confiança e coragem para saber se meu amor platônico pode se transformar em algo real ou num simples não, que acabaria me deixando muito triste e com o coração despedaçado por alguns dias, até encontrar um novo amor imaginário.
Mas é melhor nem pensar muito nisso, pois assim não vou conseguir dormir e, portanto, não vou sonhar com você, que é o que mais quero. Então imagino que você me ama e assim durmo muito bem e volto a sonhar com você.


Sei que tento me vencer e acabar com a mudez. Quando eu chego perto, tudo esqueço e não tenho vez. […] Eu respiro bem fundo. Hoje digo pro mundo. Mudei rosto e imagem, mas você me sorriu. Lá se foi minha coragem. Você me inibiu”. Trechos da música Timidez, da banda Biquíni Cavadão.