sábado, 28 de março de 2015

O poder da mídia e a teoria da conspiração

Uma notícia é divulgada num grande veículo de comunicação, detonando um político que estava indo bem nas pesquisas eleitorais e ameaçava o domínio de um certo partido no poder há mais de doze anos.
Outra notícia é veiculada por outro grande jornal, divulgando um grande esquema de corrupção que pode ter repercussões justamente nos membros do alto escalão desse partido dominante.
Cada veículo dá a sua notícia sem mencionar o outro lado da história e sem qualquer indício concreto para embasar sua versão.
É tempo de eleição e qualquer notícia desse tipo vende muito. Os editores não estão muito preocupados com a repercussão negativa que pode ter caso descubram que tudo não passa de informações plantadas.
Eles sabem que o eleitor quase sempre só lê uma versão da história, alegando falta de tempo, e a grande maioria acredita cegamente na notícia.
A grande mídia, com ligações políticas cada vez mais fortes, só divulga o que lhe interessa e omite informações valiosíssimas. Cada um defende o seu interesse. E você pensa: isso é normal. Claro que não! Um jornal com credibilidade deve dar informações legítimas e dando todos os pontos de vista de maneira efetiva e imparcial.
Os jornais menores, com alguma independência de informação, são cada vez mais massacrados pela grande mídia e por processos judiciais que tentam impor novamente a censura.
Se a notícia (da área política e econômica, especialmente) vem de um grande jornal, duvide. Há uma forte tendência de transformar algo fantasioso em verdade. Já ouviu falar que as aparências enganam? Aqui é quase a regra. Procure outros pontos de vista. Evite ser uma marionete nas mãos dos poderosos.
Parece teoria da conspiração. E é exatamente isso que eles querem que pensemos. Ah! E qualquer semelhança é mera coincidência.



A programação existe pra manter você na frente, na frente da TV, que é pra te entreter, que é pra você não ver que o programado é você.” Trecho da música Até quando? de Gabriel, o Pensador.

6 comentários:

  1. Para esse post se aplica um jargão da net #SóLiVerdades

    Concordo com você em tudo, e quando lia o post me lembrava das palavras do Gabriel e no final lá estava elas. Sincronicidade! Sua reflexão é brilhante. As TVs se posicionam a favor da manutenção do status social de seus donos, para isso algumas informações são convenientes passar outras não.

    Essa semana uma amiga minha chegou no meu trabalho dizendo que viu na TV que a poupança não é mais investimento bom, que ela ta pagando para manter e o Brasil está em crise e nunca pensou que passaria pela crise que os pais dela passaram... E eu pensei, de mim para comigo, "Nossa como essa menina está em crise, não tem 30 anos e já é funcionaria publica, tem dinheiro na poupança e está terminando a sua pós-graduação... Realmente, uma crise financeira enorme se abate sobre a vida dela!" Não sei se fui cética, mas vamos usar nosso filtro para interpretar as noticias, isso é bom!

    Cheros, Pandora
    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  2. Desconfio de tudo o que ouço ou leio, porque toda história tem dois lados.
    Mas infelizmente não é assim com todo mundo, as pessoas geralmente tem o péssimo hábito de confiar plenamente em tudo o que sai na mídia, sem nem questionar por um segundo a veracidade da informação.

    O Outro Lado da Raposa

    ResponderExcluir
  3. Oi Diego!
    Infelizmente as coisas acontecem nessa linha mesmo. A "imparcialidade" jornalística é mera ilusão, quem escreve sempre coloca sua opinião, mesmo que disfarçada (no uso de uma palavra pejorativa ou não na manchete, por exemplo). É sempre bom desconfiar.
    Beijos,

    Priscilla
    http://infinitasvidas.wordpress.com

    ResponderExcluir
  4. Infelizmente isso é exatamente o que acontece, o filme Garota Exemplar mostra como a mídia mostra apenas uma parte da história e mesmo assim consegue influenciar milhões de pessoas com apenas um pedaço da verdade.
    Beijoos,
    Sétima Onda Literária

    ResponderExcluir
  5. Adoro teorias da conspiração, tem umas bem relevantes e até lógicas, outras bem idiotas, mas como leitores devemos separar o joio do trigo e ver o que realmente é relevante para cada um de nós, não dá para levar a sério tudo o que postam hoje em dia não é msm?
    Adorei seu blog e estou seguindo, bjus

    Daily of Books

    ResponderExcluir
  6. Eu tinha um professor na 5 série que sempre me falava isso:
    Aprenda a questionar, não acredite em tudo que ouvir, em tudo que ler.
    Minha sempre sempre diz: leia tudo e retenha o bem.

    É fato que sempre vai existir conspiração de cada parte, a especulação também.
    Manter a mente aberta é fundamental.

    Gostei da pauta e do blog tbm, você tem opinião já tô seguindo :)

    ResponderExcluir

Suas palavras serão bem vindas. Seu comentário será respondido em sua página. Muito obrigado por comentar.