quarta-feira, 13 de maio de 2015

Ciúme doentio

Alessandra era jovem, cursava o sétimo período do curso de Direito e se envolveu amorosamente com um professor durante três meses.
Viu que ele era ciumento demais e terminou o relacionamento. Lógico que ele não aceitou de forma pacífica o fim e ligava diversas vezes, tentando reatar o namoro. Às vezes a seguia e chegou a ameaçá-la de morte.
Ele era professor de Direito e, como alguém formado na área, deveria saber que ameaça é crime, mas com o passar do tempo as ameaças foram aumentando e ela se viu num beco sem saída.
Denunciou a situação ao diretor do curso, que não deu muito crédito à história e preferiu não fazer nada.
A família dela estava preocupada e tentou comunicar o caso à polícia, mas o professor cumpriu a ameaça muito rapidamente e, numa manhã chuvosa, quando Alessandra saía de sua casa, em seu carro, ele chegou e adentrou o veículo. Ela ficou assustada e ele disse que não conseguia mais viver sem ela. Ele parecia muito instável e desesperado.
Ela tentou acalmá-lo e disse que eles poderiam marcar um jantar e conversar. Mas ele já estava decidido. Sacou a arma e atirou na cabeça de Alessandra, que caiu morta.
Logo em seguida, ele colocou o corpo dela no banco traseiro e dirigiu o veículo até a delegacia mais próxima e se entregou.
No enterro, o pai de Alessandra estava desamparado. Não conseguia sequer ficar de pé. Ela era a alegria dele, um lavrador, que teria a chance de ver a sua única filha se formar. Esse era o seu grande sonho, que não mais se realizaria por causa do ciúme doentio do ex-namorado.


Um cara enciumado só faz o que é errado e acaba tudo em dor.” Trecho da música Ciúme exagerado da dupla Edson e Hudson.

7 comentários:

  1. Oi Diego!
    Nossa, e pensar que esse texto é totalmente real, que isso acontece a todo o momento, que não paramos de ver meninas assassinadas pelo ciume, que nada mais é do que insegurança... Muito triste, mas muito bom seu texto!
    Beijos

    LuMartinho

    ResponderExcluir
  2. Oi Diego,
    Triste realidade seu texto.
    Acho que sou ciumenta, mas não a esse nível graças a Deus.
    Pessoal precisa se amar mais, ampliar a mente. Da pra viver sozinho sim :)

    bjs e tenha uma ótima sexta
    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir
  3. Olá!

    Ciúme é doença, pena que ainda tem gente que não percebe como isso faz mal num relacionamento...

    resenhaeoutrascoisas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Oi Diego!
    O pior é saber que casos assim existem. Lembrei daquela menina que ficou presa dentro do apartamento com o ex-namorado maluco e que acabou morrendo (esqueci o nome deles). Triste demais. :(
    Beijos,

    Priscilla
    http://infinitasvidas.wordpress.com

    ResponderExcluir
  5. Oii Diego tudo bem?
    Adorei o post, bem diferente do que eu costumo ler, curti bastante!
    Seu blog é muito bem feito, parabéns ;D
    Beijos.
    http://www.garotadolivro.com/

    ResponderExcluir
  6. Agora hein
    Deus me livre desses tipos
    E acontece tanto por aí aveeeeeeee

    Quero assassinas também hein
    Assassinas que não sejam passionais, malvadas mesmo
    Se me permite a intromissão hahaha

    ResponderExcluir
  7. Uma história bem triste e infelizmente, bem real. Nesse exato momento muitas pessoas estão sendo mortas por causa de ciúme doentio :(
    Um pouco de ciúme é normal. Tudo que é em excesso faz mal.

    Beijos,
    Duas Leitoras

    ResponderExcluir

Suas palavras serão bem vindas. Seu comentário será respondido em sua página. Muito obrigado por comentar.