terça-feira, 2 de março de 2010

Medo

Era noite. Estava chovendo. Raios e trovões se perdiam pela noite escura.
De repente, faltou energia. Carlos estava só em casa. Seus pais estavam trabalhando. Eram professores.
Ele era um garoto de apenas 16 anos e começava a ficar com medo.
Nesse momento, tentou encontrar uma vela para acendê-la. Ligou seu celular para clarear um pouco em sua volta. Assim, conseguiu pegar uma vela e o isqueiro. Acendeu então a vela e ficou um pouco mais tranqüilo.
Foi aí que escutou alguns barulhos estranhos pela casa e se lembrou que se mudou há apenas um mês para aquela casa e que os vizinhos tinham falado que os antigos moradores eram estranhos e sempre ouviam barulhos e vozes.
Carlos estava inquieto, com muito medo. E então ouviu um barulho mais estranho ainda vindo da porta da frente. Era um ruído baixo, mas assustador.
Carlos sentiu seu coração bater acelerado. Nunca tinha sentido tanto medo. Começava a acreditar que a casa era mal assombrada.
Foi então que seus pais chegaram e, quando entraram, viram que Carlos estava muito assustado.
- O que foi filho? – perguntou sua mãe, apreensiva.
- Você não viu o que tinha lá fora? A casa estava fazendo barulhos estranhos.
- Filho, não havia nada lá fora, só o Tob, que estava lá fora querendo entrar – sua mãe o abraçou. – Não há motivo para pânico.
Tob, o cachorro da casa, estava lá fora, numa área protegida da chuva, passando a pata sobre a porta, querendo entrar na casa, pois estava com frio. 

"E o teu medo de ter medo de ter medo
Não faz da minha força confusão". Daniel na cova dos leões - Legião Urbana.

Obs: Repetição de uma postagem do dia 13/11/09.

14 comentários:

  1. O medo é um sentimento que nos atinge sem tamanho!
    Mais nos mostra alguns limites e isso acredito ser bom! Um beijo da Ju ;)

    ResponderExcluir
  2. Nunca saberemos a intensidade do sentimento medo. É algo que nos invade e nos preeenche e só passa quando encontramos com alguém que confiamos. Estranho, rs.

    Beijo.

    ResponderExcluir
  3. O medo as vezes nos faz ouvir mais do que o existente... E até que se descubra o que é real e o que não é ele fica ali, só a nos assustar...

    ResponderExcluir
  4. o medo além de paralisar a gente, nos deixa cego. acho que por isso muita gente não segue em frente pra enfrentá-lo.

    ps: o texto é do dia 13/11/09 =)

    beijas dii :*

    ResponderExcluir
  5. Obrigada pelo comentário.
    Fico feliz que tenha gostado!

    Um beijo.

    ResponderExcluir
  6. Medo é algo que não conseguimos controlar. Basta mostrar que somos mais fortes do que parecemos!

    Beijos.

    ResponderExcluir
  7. A solução é não ter medo. Nenhuma assombração pode lhe machucar ;p

    ResponderExcluir
  8. prendeu minha atenção! valeu por passar lá no blogue!

    ResponderExcluir
  9. AAAAah sim!! por isso estava achando que ja tinha lido esse post em algum lugar, foi aqui mesmo em
    seu blog.
    hehe
    Bom, o medo é algo que nos deixa mesmo paralisados
    e sem coragem.
    Sentimos muitas vezes, até sem precisar estar escuro e chuvoso =/

    Gosto muito dos seus textos.
    Xau...

    ResponderExcluir
  10. Obrigada pelo comentário, e fico feliz que tenha gostado da poesia.

    Beijos.
    Bom fim de semana.

    ResponderExcluir
  11. Já disse, não permita-se sentir medo! É controlável :)

    ResponderExcluir
  12. - O medo, grande inimigo. Post ficou muito bom. Beijoooos!

    ResponderExcluir
  13. Ah sentimentos nos confundem, e não sabemos para onde fugir. =/
    beijos

    ResponderExcluir

Suas palavras serão bem vindas. Seu comentário será respondido em sua página. Muito obrigado por comentar.