sábado, 23 de abril de 2011

Encontro inesperado

Um encontro inesperado é quase sempre perfeito. Duas pessoas desconhecidas se apaixonam quase que à primeira vista, os olhares se encontram e tudo parece perfeito. Fomos feitos um para o outro, pensam eles.
Mas histórias assim são raridade e o que é raro deve ser contado.
Rosa e Pedro se conheceram assim de repente, em frente à faculdade em que ele estudava. Eles se esbarraram sem querer e ela deixou cair um papel, mas não percebeu e foi embora sem dizer nada.
Ele não sabia como fazer para entregar o papel de volta. Perguntou pra algumas pessoas se conheciam a mulher que deixou cair aquele papel e ninguém conhecia.
Mas, por um golpe de sorte, no outro dia, ele a viu no mesmo lugar, procurando pelo papel perdido. Ele foi até ela e lhe entregou o papel. Ela o agradeceu e disse seu nome; ele disse o seu e que era um prazer conhecê-la. Ela disse o mesmo e já ia saindo, quando viu que ele havia lhe entregado um outro papel, contendo algumas palavras, algo como “um papel perdido renasceu um amor esquecido”.
Ela não entendeu nada, mas, quando o olhou nos olhos novamente, percebeu que já o conhecia de algum lugar há muito tempo. Então se lembrou de que foram colegas nos tempos das primeiras séries do ensino fundamental.
Ele chegou mais perto e a convidou para jantar e ela aceitou prontamente. Trocaram números de telefone e saíram no outro dia e conversaram muito e acabaram descobrindo o amor verdadeiro.
“Se você quiser alguém pra ser só seu, é só não se esquecer: estarei aqui.” – Eu era um lobisomem juvenil – Legião Urbana.

2 comentários:

  1. olá, poderia me ajudar ? estou com uma enquete no blog e gostaria muito de sua opnião em relação ao novo nome do blog.

    http://blogdamedeiiros.blogspot.com/

    * Desde já agradeço.Bjiim

    ResponderExcluir

Suas palavras serão bem vindas. Seu comentário será respondido em sua página. Muito obrigado por comentar.