sexta-feira, 23 de junho de 2017

Te enxergando pela primeira vez

Você sempre esteve por perto, mas eu não te via. E agora, de repente, eu não consigo tirar os meus olhos dos seus.
Era como se eu pudesse ver as estrelas mesmo num dia ensolarado e eu não conseguia me conter porque era você que eu via e meus olhos irradiavam luz por causa da emoção de te enxergar de verdade pela primeira vez. Dessa vez, eu te vi realmente, de um jeito totalmente diferente.
Parecia que eu estava olhando para outra pessoa, apesar de saber que era você, a mesma pessoa de sempre, e eu nunca tinha reparado na sua incrível beleza.
Era como um alarme de incêndio que depois de muitos anos foi disparado, como uma venda que caía dos meus olhos. De repente, você estava na minha frente e eu não conseguia tirar os meus olhos dos seus.
Então, se você não mudou, fui eu que mudei. Será que você também viu o que eu vi?
Não demorou muito e o seu rosto ficou corado e você sorriu de forma tímida e alegre, e eu então soube que você estava esperando por isso há muito tempo. E, sem dizer nada, fui me aproximando e nos beijamos finalmente.



Quando vi você, quase não acreditei. Nem vi você mudar, nem vi você crescer, mas nunca te imaginei assim. [...] Difícil acreditar que depois de tanto tempo eu iria me ligar em você”. Trechos da música Tudo Mudar, da banda Charlie Brown Jr.


7 comentários:

  1. Para variar, texto lindo!
    Quem nunca parou para enxergar alguém pela primeira vez depois de tanto tempo?
    <3

    Beijooos

    www.casosacasoselivros.com
    www.livrosdateca.com

    ResponderExcluir
  2. Oi Diego, tudo bem?
    Que texto fofinho!
    O início da paixão/amor é algo mesmo muito envolvente, e é tão bom receber isso em troca. :)
    Beijos,

    Priih
    http://infinitasvidas.wordpress.com

    ResponderExcluir
  3. Olá, Diego.
    Mais um ótimo texto, parabéns! Ainda bem que dessa vez a cegueira deu lugar para algo bom. Porque geralmente é o contrário que acontece hehe.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  4. Oi, Diego! Tudo bem? Já aconteceu isso comigo. Tinha uma menina que tava sempre do meu lado e eu nunca enxergava ela, aí quando enxerguei de verdade, já era tarde! :/

    Abraço

    http://tonylucasblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oi Diego, tudo bem?
    Passando pra agradecer a visita e avisar que tem post novo. =)
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  6. Oi, Diego!
    Que texto lindo! Amei. <3
    Engraçado que eu tava falando sobre isso essa semana, das pessoas que sempre estiveram ali e de uma hora pra outra a gente começa a enxergar de outro jeito. haha
    Beijo

    Canastra Literária | Facebook | Twitter

    ResponderExcluir
  7. Oi Diego,
    Que texto adorável.
    Os melhores sentimentos despertam quando a gente menos espera.

    tenha uma ótima semana =D
    Nana - Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir

Suas palavras serão bem vindas. Seu comentário será respondido em sua página. Muito obrigado por comentar.