sexta-feira, 7 de julho de 2017

Uma corrente positiva

Muitas vezes tento encontrar um caminho para seguir, mas não o encontro. Geralmente o que encontro são pessoas que não se interessam pelo bem de ninguém, pessoas que estão sempre ocupadas demais para se preocuparem com os problemas dos outros.
Por que devo me preocupar com o problema de outra pessoa? Eu já tenho problemas demais! É o que essas pessoas pensam.
Outras vezes eu me decepciono vendo que até pessoas que poderiam ser chamados de amigo nos dão as costas no menor sinal de dificuldade.
Todas as pessoas passam por problemas e dificuldades e, quando isso acontece, querem ajuda. Mas, quando podem ajudar, não fazem nada. E essa ajuda pode ser apenas uma conversa, um apoio moral, um simples conselho. É na simplicidade que se encontra a solução dos problemas mais complexos.
O cotidiano e a rotina nos deixam alienados. Estamos sempre fazendo as mesmas atividades e, quando temos algum tempo livre, não o aproveitamos da maneira mais produtiva ou para resolver algo que há muito tempo deveríamos ter resolvido. Falar ou visitar alguém que não vemos há muito tempo? Deixa pra depois. E assim vamos deixando passar o tempo.
Mas a vida é curta e por isso devemos aproveitá-la, vivendo intensamente, sendo mais amigo e ajudando quando pudermos, pois uma boa ação gera uma corrente positiva.


Buscar a paz, cativar um amigo, oferecer o meu melhor sorriso a quem vem de lá, fazer o bem o quanto eu puder […] Ir além, ser a diferença na vida de alguém […] Seja você mais um elo também nessa corrente do bem”. Trechos da música Corrente do bem, de Robson Ribeiro.


9 comentários:

  1. Oi Diego, tudo bem?
    Infelizmente, é assim que ainda encontramos muitas pessoas por ai, onde só olham para si mesmas e não se preocupam com o outro. É uma realidade realmente triste, que nos faz pensar: qual será o futuro da humanidade? É bom as vezes, mesmo com poucos gestos, demonstrarmos carinho a outras pessoas e empatia, como forma de mostrar, que ainda somos diferentes.
    Beijos, Tau
    versos-de-inverno.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Oi Diego,
    Bem real seu texto, eu mesma já observo esse comportamento de algumas pessoas do meu convívio e é bem triste. Muitas vezes a tecnologia acaba por influenciar também!

    tenha uma ótima semana =D
    Nana - Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir
  3. Olá, Diego!
    Se tem uma coisa que eu não sei - e nem quero saber - é lidar com frieza. Também fico perplexa ao ver pessoas que se dizem amigas saírem de cena quando a situação complica. Essa coisa de ir deixando para amanhã também me incomoda. A vida vai passando e as pessoas vão vivendo na base da superficialidade. Isso é bem triste.

    Adorei o texto e o blog.

    Um abraço!

    ResponderExcluir
  4. Oi Diego. Infelizmente esse é o lado ruim. Mas passei por uma barra muito grande e descobri que muitas pessoas se preocuparam comigo, mesmo nunca tendo trocado uma palavra direito. Foi muito bonito e é por isso que eu sempre me doo para as pessoas e transformo o problema delas no meu. Ainda existem pessoas assim no mundo, acredite.

    Blog Paloma Marcarini

    ResponderExcluir
  5. Oi Diego, tudo bem?
    Existem muitas pessoas assim mesmo, que nos "sugam" quando precisam e não retribuem.
    Desse tipo de gente eu me afasto. Acho que amizade e amor são reciprocidade.
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  6. Olá, Diego.
    Como sempre o texto está muito bem construído. Infelizmente as pessoas não tem mais tempo para ninguém. Só se é amigo nas horas boas. Mas é nessas horas que realmente conhecemos as pessoas.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  7. Concordo muito com a tua opinião, Diego! É aquilo né, o que a gente mais anda precisando no mundo é empatia. Precisamos de gente que se importa e se coloca no lugar do outro. É realmente péssimo quando um amigo nos vira as costas em momentos difíceis, mas serve pra mostrar que, na verdade, essa pessoa não é um amigo mesmo e o melhor a fazer é se afastar de pessoas que nos deixam mais pra baixo ainda.
    Um beijão,
    Gabs | likegabs.blogspot.com ❥

    ResponderExcluir
  8. Oi Diego, tudo bem?
    Passando pra agradecer a visita e avisar que tem post novo. =)
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  9. Oi, Diego! Tudo bem? Essa é uma triste realidade. As pessoas estão tão focadas em seus problemas que acabam esquecendo de ajudar os outros...

    Abraço

    https://tonylucasblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Suas palavras serão bem vindas. Seu comentário será respondido em sua página. Muito obrigado por comentar.