quinta-feira, 12 de novembro de 2009

Ausente

Eu sei que estive ausente,
um pouco indiferente
a tudo que você sente
e aos delírios da minha mente.

Mas acordei de repente
e soube instantaneamente
que você é o meu presente,
que caiu na minha frente.

Lembro que você mente
tão displicentemente,
mas sinceramente;
é tão inocente.

E você está diferente,
parece carente,
mas ainda muito atraente,
usando óculos de lente.

Disse-me lentamente
que vai me amar eternamente.


"Quando não estás aqui
Sinto falta de mim mesmo
E sinto falta do meu corpo junto ao teu". Sete cidades - Legião Urbana.

8 comentários:

  1. ente. ente. ente :))
    /oi?!

    beeijas dii ;*

    ResponderExcluir
  2. "Quando não estás aqui
    Sinto falta de mim mesmo"
    Fechou com chave de ouro :)

    Lindo o poema, é difícil conseguir rimar assim :)

    Beeijos!

    ResponderExcluir
  3. "Disse-me lentamente
    que vai me amar eternamente."

    Talvez seja a grande indagação e a grande busca de todos nós: O amor eterno ou simplesmente, o amor puro.
    Lindo poema, Diego.

    Um beijo.

    ResponderExcluir
  4. Bem legal!
    Gostei do poema. ;D
    Agradeço pela visita e por estar me seguindo.
    Aparecerei sempre por aqui também.

    ResponderExcluir
  5. nossa adorei o poema[+1]
    adorei o modo que todas as palavras se encaixaram na rima sem destruir a mensagem do poema ^^

    oi eu tbm adorei o seu comentário no meu blog e o fato de vc estar me seguindo ^^, eu vou assinar seu feed tbm e acompanhar desde agora :D~

    bjs inté mais =*

    ResponderExcluir
  6. HAHA , mto bom .
    és um legionário nato , :)

    ResponderExcluir
  7. Diêgo ,tem os traços e sobre nome de poeta, portanto não há dúvidas de que em nossa família ele seja o nosso poeta MORAIS, além tantas outras qualidades suas, como ser humano e profissional.

    Amamos vc apesar de as vezes ser chatinho demais da conta!
    TAMIRES MORAIS

    ResponderExcluir

Suas palavras serão bem vindas. Seu comentário será respondido em sua página. Muito obrigado por comentar.